domingo, 23 de outubro de 2011

Os Magos - Quem são eles?

Há algum tempo desejava criar um post sobre este assunto que é tão complexo e que leva à tantas discussões.
Muitos se questionam e me questionam: o que é um mago? 
Antes de qualquer definição, gostaria de esclarecer que tudo que escrevo no blog é, antes de mais nada, estudos aos quais me dedico, consultando livros, especialistas, mestres, e alguns sites que me transmitem confiança e credibilidade.
Gostaria de dizer que o verdadeiro mago é aquele que vai em busca do conhecimento, deixando de lado meras superstições as quais muitos se limitam dentro da magia.
Alguns dizem que a magia é tudo o que não se pode explicar no âmbito científico e psicanalítico. Mas o verdadeiro mago acredita que a magia é perfeitamente explicável segundo a ciência e a psicologia e está interada em ambos os estudos sim, mas, que além deles, há forças ocultas que a todos influenciam. Ou seja, o mago acredita na ciência, na psicologia e na força que move o universo.
Os autores clássicos dizem que a palavra "Mago" deriva do grego "Mageia", que,por sua vez deriva do persa "Magi". Ambas significam, simplesmente, "possuidores da sabedoria". Sabedoria esta, que não é meramente nata, mas que se dá através da busca do conhecimento, dos estudos e da tentativa de desvendar o que está oculto.
Os magos da antiguidade eram homens de grande respeito, conhecedores da filosofia, das artes, da teologia, da antropologia, entre outras ciências.
Os antigos magos eram conhecidos pelas práticas da numerologia, astrologia, da alquimia e do herbalismo. Tais praticas foram tão importantes para a humanidade, que delas se originaram os estudos científicos da matemática, da astronomia, da química e da medicina.
Podemos então dizer que um mago é aquele que utiliza todas as práticas antigas sem desprezar as novas.
Muitos perguntam se um mago é um religioso, e a resposta é "talvez". Certamente não há mago que não tenha estuda religião ou julgado ter a espiritualidade aflorada, mas isto não faz um mago ser igual ao outro na fé, nas crenças ou ideologias. Algo que é bem distinto de superstição, pois é a busca pela lógica que não limita o mago a uma posição simplesmente supersticiosa.
Podemos dizer que a fé do mago é muito mais racional e através da razão ele busca explicações para as manifestações que outros simplesmente aceitariam como divinas. 
Talvez os magos soubessem como desmistificar sem descredenciar. Portanto, eles não são simplesmente místicos, apenas mantêm ocultas coisas que não desejam revelar, ou não estão preparadas para serem evidenciadas. Mas esperam discernir melhor para saber quando, onde, e para quem devem revelar.
Eles podem ser também chamados de bruxos, sacerdotes, druidas e feiticeiros, mas, muito além disto, o mago é um grande conhecedor das várias formas religiosas, sem necessariamente se tornar um membro religioso de um culto específico. Mesmo quando o faz, o verdadeiro mago sabe que não há o limite da religião para a busca do conhecimento. 
Alguns me perguntam se sou um mago. A resposta é "Não" - não sou um mago e não estou envolvido com nenhuma religião, prática espiritual ou filosofia oculta, apenas as estudo com muito respeito e tenho grande interesse em compreender algumas delas. 
O  nome Vale do Mago foi dado porque esta página tem como objetivo abordar tópicos que normalmente estão relacionados a mitos e lendas antigas, plantas e árvores consideradas sagradas e uma pitada de histórias de magia.

13 comentários:

mary disse...

muito obrigado.
adorei o post.
simples e esclarecedor, como se deve ser quando buscamos o aprender; acredito eu.
mary

Renato Fonseca disse...

blog maravilhoso.

parabens...

B disse...

Interessante....muy interessante.... tem um áudio excelente no youtube que fala sobre magos...mas está com um nome diferente, para que não chegue ao conhecimento do vulgo. Me mande um email que te passo o link: astrospace23@gmail.com

Um abraço.

bruna disse...

Foi uma Otima explicação,muito obrigada!

rogerioc20 disse...

estou satisfeito com a explicação sobre os magos, obrigado.

Daniel Amaral disse...

Uma ótima explicação e facilmente dá para entender. Parabéns, eu também tinha dúvidas quanto a esse assunto.

angelim dos anjos disse...

Quando vc diz " estudo com muito respeito e tenho grande interesse em compreender algumas delas(religiao, filosofias ocultase praticas espirituais)." vc não acha que esta tendo uma atitude de um verdadeiro mago, buscando conhecimento e compreensão daquilo que pouco esclarecida p sociedade??
parabens pelo blog, é uma otima fonte de estudo p os leigos (porem interessados como eu) sobre tais assuntos.

reinado cahinga disse...

Agradeço pela explicação.

Unknown disse...

uma boa explicação que Deus ti abençoe

Minato disse...

Então significa dizer que os antigos matemáticos e filósofos tais como Pitágoras, Arquimedes e outros eram Magos?

Hugo disse...

Minato, é provavel que eles não se considerassem "magos" pois a própria palavra "Magi" vem do persa e, historicamente, os antigos gregos viviam em guerras com os persas.
Quanto as práticas, é possível que Pitágoras seja o mais "mago" dentre os antigos gregos, já que a escola de Pitágoras era uma espécie de seita secreta, repleta de segredos que somente iniciados tinham acesso.

Legionario disse...

Obrigado pelo post, cada vez que leio sobre magos eu entendo o meu eu.

amigas pra sempre disse...

muito bom me ajudo muito,brigado

Postar um comentário