terça-feira, 17 de maio de 2011

As Varinhas Mágicas de "Harry Potter"



Não quero entrar no mérito do inegável talento e inteligência da escritora J. K. Rowling, criadora da série "Harry Potter", mas algo que não se pode discutir é seu grande conhecimento histórico, filosófico e teológico. Certamente os estudos da escritora a levaram a criar uma série onde não há meros despropósitos, nem mesmo quando se trata em uma história fantasiosa.
Não sou fã fanático da série mas dediquei, como outros da minha época, boas horas às páginas de "Harry Potter", esperando ansiosamente o próximo livro quando terminava de ler um.
Anos depois, no meu estudo sobre árvores sagradas e cultura celta, pude identificar o quanto o talento de Rowling ia além de minhas suposições.
Analisando posteriormente as varinhas mágicas (Wands) usadas na trama, seus respectivos donos, características destes e seus papeis na história, pude perceber que cada uma delas, ao menos a dos personagens principais, estão diretamente ligadas às árvores e madeiras utilizadas pelos antigos povos europeus e de acordo com as lendas que giram ao redor delas
(Leiam no post "As Árvores Sagradas dos Celtas")



Comecei a associar a relação das varinhas mágicas utilizadas pelos personagens da história de "Harry Potter" após analisar a "Elder Wand", também conhecida como "a varinha das varinhas". Tal varinha, que tem dupla conotação no inglês ("elder" é "ancião" mas também significa "sabugueiro") tem um papel fundamental na história.
Há, em um dos últimos livros, o conto de "Beadle o Bardo", onde cita-se a varinha de sabugueiro como "a varinha das varinhas", aquela que leva um dos três irmãos à morte ao ser usada de maneira indevida. Tal varinha acaba nas mãos de Albus Dumbledore (o ancião) e por esta mesma varinha "Lord Voldemort" é morto.
O Sabugueiro, como já citei em um post anterior, sempre esteve relacionado às bruxas, além de ser uma árvore ligada à morte e também para utilizada para afastar o mal. Sabugueiros eram plantados nas frentes das residências para livrar as casas dos maus espíritos e em cemitérios para protegerem os mortos.
A varinha de sabugueiro pertence, na maior parte do tempo, ao ancião Dumbledore, e é ela quem livra o protagonista Harry Potter da morte no confronto final, voltando o feitiço ao próprio Lord das Trevas. Através dela morre o grande vilão, o qual todos temiam dizer o nome.


As varinhas e seus respectivos donos:
Harry Potter - A varinha do protagonista é feita de azevinho. Lembremos que o azevinho sempre foi associado à resistência, à força, e é aquele que não se deixa atingir nem pelo rigoroso inverno. 
Assim como o rígido azevinho, Harry é o único que resiste ao feitiço de morte que fora lançado contra ele quando ainda criança. Resistência e coragem são as principais virtudes do personagem.
Hermione Granger - A garota mais importante da história de "Harry Potter" possui uma varinha de videira. Esta é uma árvore ligada ao feminino, à alegria e a jovialidade. Hermione é sempre muito ativa, inteligente, tem grandes idéias, e é aquela que dá ânimo quando muitos desanimam e salva o dia quando tudo parece estar perdido.
Rony Weasley - A varinha de Rony é feita de salgueiro. É sabido que o salgueiro é muito flexível e, no caso de Rony, é bem característica do personagem, cuja personalidade não é das mais fortes. Como os galhos de salgueiro que são levados de um lado a outro com o vento, Rony é aquele que segue o fluxo da história atrás de Harry e Hermione. Grosso modo, um personagem meio molengão, porém importante, assim como o salgueiro chorão.
Rúbeo Hagrid - A varinha do gigantesco Hagrid é feita de carvalho. Como o personagem, o carvalho representa o grandioso, o que representa o selvagem "nativo da Britânia" e é rei da floresta. Lembremos então que Hagrid possui uma casa fora do castelo, algo bem natural, tem enorme atração por tudo o que é selvagem, e chama atenção por seu enorme tamanho, assim como o Carvalho.
Lílian Potter - A mãe de Harry também possuía uma varinha de salgueiro, porém, neste caso, há uma outra interpretação, diferente à de Rony. O salgueiro é também sinônimo de feminilidade, de maternidade, de proteção e abrigo. Segundo a lenda, foi um salgueiro que escondeu a Sagrada Família quando fugiram para o Egito. Lilian Potter é a mãe que protege o filho colocando-se na frente dele, preferindo morrer no lugar dele. Aquela que sofre no lugar do outro, que cede e que protege.
Draco Malfoy - O pequeno vilão tem uma varinha feita de pilriteiro. É uma árvore que tem espinhos e geralmente tida como uma espécie de mau agouro e azar. 
Na mitologia galense, o pilteiro aparece como o malevolente chefe dos gigantes. O pilteiro também está ligado ao lado indomado e briguento . Não é preciso, para aqueles que conhecem bem as características de Malfoy, especificar o quanto esta árvore está ligada à personalidade dele. É como um espinho na vida de Harry, é mal-educado e tem sempre uma inclinação ao mal.
Lord Valdemort -  O Lord das trevas possui uma varinha feita de teixo. O teixo, como já foi dito aqui no blog, sempre esteve associado à morte e à imortalidade. É uma árvore que vive e sobrevive por séculos e renasce de sí mesma. É normalmente encontrada em cemitérios e que tem forte ligação com os mortos e o submundo. Podemos então compreender o motivo dele estar conectado a Valdemort. Aquele cujo nome não deve ser dito, divide sua alma, tem inclinação à magia das trevas (o teixo que aprofunda suas raízes ao submundo), renasce dos mortos (como um novo teixo nasce de um antigo) e sobrevive mesmo quando muitos acreditam estar morto. 

14 comentários:

Arthur disse...

muito interessante

Tauan Queiroz disse...

Meus parabéns! Achei seu blog por acaso e ele é maravilhoso! Numa lida e já virei fã.
Se quiser visitar o meu...
www.magicoportal.blogspot.com

Maicon Mad disse...

Sou um humilde,porém conhecedor de Varinhas,apesar de faltar alguns personagens e ambém faltar mais detalhes que podem influenciar na Varinha como por exemplo o tamanho,seu texto está sem a menor dúvida interesante e gostoso de ler,obrigado pela oportunidade!

MAD Maicon Albvs Dumbledore

Amanda Rocha Pereira disse...

Oi! Amei! Gostaria que você me mandasse uma definição da castanheira. Andei olhando sobre a varinha de castanheira e não se identifica nada comigo, porém no pottermore foi essa que me escolheu... Meu e-mail é mandinha.pequena@hotmail.com

Carol Martins disse...

Tenho lido alguns textos do seu blog e adorei!! :D
Se quiser passar pra deixar um oi, tenho um blog pessoal recente e eu ficaria feliz...

beiijo!

Le de Oliveira disse...

Gostei,mas só pra complementar:Azevinho é um raro tipo de varinha de madeira; tradicionalmente considerada protetora, funciona melhor com aqueles que, talvez, precisem de ajuda para superar tendência a sua raiva e impetuosidade. Ao mesmo tempo, varinhas de azevinho escolhem donos que estão envolvidos em alguma busca perigosa e muitas vezes espiritual. Azevinho é uma dessas madeiras que variam radicalmente sua performance dependendo do núcleo da varinha, e é notoriamente difícil unir essa madeira com a pena de fênix, uma vez que a madeira volátil conflita, curiosamente, com a indiferença da fênix; mas em caso de alguém encontrar seu par em uma varinhas dessas, ninguém deverá ficar em seu caminho.

Adrielle Pires disse...

Poderia falar sobre as propriedades e usos mágicos da amendoeira? É um tipo de árvore com a qual sinto uma certa conexão desde pequena.

Adrielle Pires disse...

E aliás, nunca achei um site tão completo, adorei! Sempre fico perambulando por blogs pagãos etc (sou wiccana e ultimamente estou focando mais na mitologia celta), mas todos apresentam coisas tão vagas... Com certeza serei agora leitora assídua do seu blog :)

Ares Olimpus disse...

Gostei muito do seu Blog, em especial esse post(Sou potterhead). Gosto bastante de mitologia - mais da grega, embora eu goste muito das mitologias celta e nórdica também. Muito bons seus posts, estava com algumas dificuldades para encerrar alguns capítulos não terminados do meu livro, e seu Blog me salvou! Obrigado.

Hugo (Oengus) disse...

Olá Ares... Fico feliz em ajudar... É muito bem-vindo....
Depois me fale mais sobre este livro que está escrevendo.
Se puder, entre na comunidade do facebook e conversamos melhor...

Sds,


Hugo

Valérie Mesquita disse...

Muuuito legal! Pensei em mais uma ligação do teixo com Voldemort, a busca pela imortalidade - que é o objetivo final deste personagem.
Adorei o blog!
Só um ps, acho que deve ter sido erro de digitação, mas está escrito VAldemort no final do texto

alda felix disse...

sou apaixonada por árvores e pedras, gostei muito do blog, parabéns!

Unknown disse...

amei tem todas as varinhas

Casa de Ervas Mãe Benedita disse...

Obrigada por tudo que li sobre as varinhas e mais ainda estou preparando minha varinha de Salgueiro e fiquei ainda mais feliz de como o Salgueiro e eu identificamos. Valeeeeu!!!!.

Postar um comentário